Porque a mente é como um paraquedas, só funciona depois de aberta (frank zappa)

Amor, sexo e Intimidade.

Queen of the Damned/A Rainha dos Condenados

Queen of the Damned/A Rainha dos Condenados

Nesse início de semana percebemos como falar de sexo e intimidade pode render ibope. Os apelos estão para todo lado e diferentemente do que imaginamos com essa tal "liberdade", os casos de disfunções sexuais estão cada vez mais presentes e, em sua maioria acarretando desvios comportamentais. Estamos fadados ao anestesiamente diante de tanta balbúrdia? Nada mais nos surpreende.

Fala-se e vive-se tanto o sexo, mas onde estará o prazer? Algo que perdure além de orgasmos e relações superficiais e obsessivas? Onde estará o afeto sem exacerbação?

O sexo pode ser sagrado e livre do pecado que incutiram nele. Quando falo de sagrado não falo de Deus, pois mesmo que você não acredite em Deus, você acredita no amor. Ou não?

O que é o amor? Como se mede, tem preço?

O amor não tem preço e não tem medida. O Sexo sim! O preço nem sempre é cobrado em espécie, mas de forma que sacrifica a alma e traz angústias futuras. O sexo contrariado, mal-feito e sem prazer, mesmo que você diz "amar" a pessoa, é sexo prostituído e não acrescenta. Apenas tira.

Esse nosso mundo moderno existe um perigo maior que a ameaça das bombas atômicas: é a "explosão" interior do homem, sua "atomização" psicológica e espiritual. Se o homem possui cada vez mais o universo material, parece que, premido pelas múltiplas solicitações exteriores, possui-se a si mesmo cada vez menos. E assim, se quiser viver e agir, terá que refazer sua própria síntese.

Quantos encantamentos e desencantos temos ao longo do nosso dia? Que dirá ao longo dos nossos anos... temos esperanças de encontrar algo que nos satisfaça integralmente e nesse ínterim, passamos por períodos de questionamentos. Qual o melhor caminho ou a melhor escolha?

Do que questionamos, a maioria são escolhas norteadas pelo amor. - O que eu quero ser quando crescer? Qual profissão irei escolher? Viajar ou Namorar? Casar ou mudar de casa? Ter filhos ou abraçar uma causa? São exemplos de escolhas que na maioria das vezes se escolhe em prol do sentimento.

Entre os homens, tudo fala de amor, canta, grita o amor. Em nome do amor, alguns trabalham, penam a vida inteira, abraçam-se ou debatem-se, dão a vida ou matam. A história humana é uma impressionante busca de amor, semeada de maravilhosos êxitos e de monstruosos fracassos.

É verdade que no coração do homem a aspiração mais profunda é o desejo de amar e ser amado, pois, pelo sentido do termo, sua razão de "ser" é o amor. Mas, infelizmente, existem muitíssimos mal-entendidos sobre o amor. Essa palavra mágica, utilizada a torto e a direito recobre na vida atitudes tão afastadas entre si como o preto e o branco, a vida e a morte.

Tentar dissipar esses mal-entendidos, definir o amor em seu absoluto, mostrar suas exigências, é ajudar os homens a se dirigirem para os verdadeiros caminhos do amor... mesmo, se, no fim da estrada este não for senão um ideal que guiou, mas que nunca poderá ser perfeitamente atingido sobre esta terra, se você se comportar como o Pequeno Polegar que sempre encontra o caminho de volta, o caminho de volta a ele mesmo.

Perca-se, esqueça-se e você amará muito mais seguramente. Raras são as pessoas que não perdem ao menos um pouco do seu tempo lamentando ser aquilo que são ou não ser aquilo que queriam ter sido.

Estamos questionando... o sofrimento não é matéria-prima da redenção.

Em tempo: Você quer vir contar dos seus questinamentos na 4ª fase da blogagem coletiva "Amor aos Pedaços"? Eu contei um pouquinho dos meus, acima. Eu tenho muitos outros questionamentos, pois não nasci uma pessoa pronta. Aliás, ainda estou em construção. Você quer me ajudar nessa construção? Quem sabe poderemos nos auto-ajudar?

Amor aos pedaçosA Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços" acontecerá no dia 15 de Junho e eu (Luma Rosa), Rute, Rosélia e Regina (temporariamente afastada) estamos organizando. Quatro pessoas que aparentemente são diferentes no jeito de ser e compreender o mundo, mas em comum temos o desejo de espalhar amor pela blogosfera e de quebra melhorar a interação entre os blogues. Para tal empreitada contamos com a sua parceria, participando das postagens e promovendo-as.

Confirme sua participação no sistema de comentários dessa postagem ou na postagem anterior, onde faço uma lista de participantes. Só lembrando que os banners da blogagem podem ser levados para seus blogues como lembrete para não esquecimento. Tem banner na lateral do blogue e na postagem Chamada para a 4ª Fase da Blogagem Coletiva "Amor aos Pedaços"

Questionem-se!! E não caiam de patinhas... ou de patinhos...

98 comentários:

  1. Infelizmente, Luma, cada vez mais essas três palavras do título não têm nada a ver uma com a outra; se já na minha geração senti um certo afastamento do sexo-amor, acho que nesta geração de adolescentes, e adultos mais jovens, sexo tornou-se algo banal, que não necessita de intimidade, nem amor. E grande responsabilidade disso é dos mídia; banalizaram o sexo, exploraram-no até à exaustão, promoveram-no como algo tão comum, como comer uma fatia de piza.
    É a satisfação imediata. Ou engano da satisfação. Por isso a alucinação vai por aí acima, ultrapassando limites, testando caminhos perversos, ou quebrando tabus. Mas creio que no final a insatisfação continua, porque o sexo é sagrado, sim, mas apenas com amor, e intimidade.
    É uma pena que muitos não entendam isso, e percam seu tempo, a sua vida, nessa busca infrutífera.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernanda, se as pessoas soubessem distinguir um sentimento do outro, já teríamos progressos! Tem gente que confunde sexo com intimidade ou atração sexual com amor. Por ignorância ou por não querer encarar a realidade. Nem sempre se ama de verdade e na maioria das vezes não há correspondência do sentimento, justo porque a comunicação ainda é a tônica para qualquer envolvimento mais profundo. Como dizia o velho guerreiro: Quem não se comunica, se trumbica (estrubica). A mídia só responde pelo que o popular pede. Se você pensa por si, não é influenciado. Beijus,

      Eliminar
    2. Desculpe Luma, mas a Mídia não só responde com o que o povo pede, mas também formata pensamentos, molda opiniões, não é?!
      Mas sim, tem razão, nessa confusão de interpretação das palavras intimidade, sexo e amor...

      Eliminar
    3. A mídia precisa do povo em primeira instância para existir e por isso faz uso do que o povo anseia para produzir o conteúdo. Já o povo que não tem discernimento para escolher, se deixa manipular quando é para venda de um produto. A mídia se alimenta de patrocinadores, esse sim o vilão. Não estaria os orgão de comunicação faltando nesse quesito? Programas e publicidades deveriam ser analisados antes de serem repassados para evitar conteúdo podre. Boa semana!! Beijus,

      Eliminar
  2. Já me preparei pra questionamentos,dia 15 junho...beijos,chica, linda semana!

    ResponderEliminar
  3. Subscrevo totalmente todas estas tuas inquietações, quase idênticas às minhas, porque desde nova e numa educação bem diferente da actual, sempre me questionei, questiono e questionarei já que a banalização do sexo é o que dá, daí também estar de acordo com o comentário de Fernanda.
    A meu ver, hoje a trapalhada é tal que tudo começa numa construção inversa...primeiro um encontro, por vezes bem regado com álcool, logo apaixonadíssimos, surge o sexo...e se der tudo bem...mas em 99,9% dos casos dá errado porque as emoções afinal eram outras e surgem os "questionamentos".
    Outra coisa com que me deparo constantemente em imensos diálogos, escritos ou conversas de café...é a gabarolice e questiono-me: que será esta geração mais nova daqui a alguns anos? Onde está o Amor, intimidade, sensualidade? Vai tudo no trilho do automatismo, mas que é isto? e tantas coisas mais...

    Gostei como sempre, porque fazes alertas e deixas a "pulguinha bem activa no pensamento":)

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também vim de um lar cheio de carinho e não precisei canalizar carências para o sexo - Infelizmente tem gente que para sentir o calor humano, chama atenção de si pelo sexo. É o que vem acontecendo com muitos casais em início de relacionamento. Ninguém quer conhecer ninguém, quer é saber se é bom de cama. Sexo pelo sexo sempre gera vazio depois que passa a curiosidade e a satisfação não chega. Quem faz sexo com amor, sabe do que falo no texto. Quem ainda não descobriu o amor, acha que o sexo por si basta e será sempre complicado para quem está muito sexualizado entender do que estamos falando.
      Beijus,

      Eliminar
  4. Não sei se é possível definir o amor ou traçar guias sobre como amar. Há diferentes formas de amar e de demonstrar o amor.
    BJs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amor não se define, pois ele é diferente para cada pessoa. Existem formas de canalizar o carinho, mas o amor é universal. Ele é único. Ou você tem ou não tem amor dentro de você. O amor que sentimos para cada uma das pessoas da nossa convivência é igual, pois ele está dentro de você, mas o que distingue é o modo como você veicula isso e como as pessoas são receptivas. Amor trocado é amor em dobro! Beijus,

      Eliminar
  5. Luma querida,vc me apertou sem abraçar com a pergunta sobre o sepulcro.
    Vou me informar e te digo.

    Ahhh o amor!
    Já me desencantou tanto, mas mesmo assim, não deixo da amar.
    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, ele existe?

      Eliminar
    2. Bebeth, se era costume da época dobrar o lenço e deixá-lo ali, intacto para que fosse encontrado na volta como estava antes, foi cometido um desrespeito muito grande! Talvez esse tenha sido um teste ou apenas para constatar aquilo que Deus já sabia de antemão. Depois me diga o que encontrou. Beijus,

      Eliminar
    3. Ninha, o que está questionando? (rs*)

      Eliminar
  6. Luma, tudo indica que já estou sem sobrepeso em minhas costas... e quero participar da blogagem coletiva! Há, em uma de minhas redes sociais meu sub nick é: Espalhe o amor... tem algo mais engradecedor para alma, do que fazer o bem!
    Um abraço apertado.
    Beijos cheio de carinho!
    Lorena Viana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Novidade, não sabia do seu sub nick.
      Um bom dia pode fazer diferença para alguém, para outros diferença alguma. Vamos fazendo a nossa parte!
      Carinhos para você!!
      Beijus,

      Eliminar
  7. Um assunto difícil, pois o ser humano vai em busca da felicidade em busca do amor e mistura, a tudo isso o sexo, que a própria humanidade não conseguiu descobrir a sua função real neste contexto todo...
    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos animais e somos atraídos pelo nosso instinto, mas não precisamos necessariamente nos comportarmos como animais, afinal, animal pensa? Animal só sente e não tem prejuízo algum, pelo fato da vida não lhes cobrar nada! Beijus,

      Eliminar
  8. Pois , a sexualidade é parte do ser humano, o sexo só por si acho muito redutor e há muita gente a confundir amor livre com promiscuidade e liberdade com libertinagem

    Beijinhos, linda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade!! Aos mais jovens damos desconto, pois estão na fase da descoberta, mas permanecer nessa fase a vida toda é meio que deixar de viver a vida em sua totalidade! Beijus,

      Eliminar
  9. Oi Luma,

    "(...) vive-se tanto o sexo, mas onde estará o prazer?"

    Essa é a questão fulcral. As pessoas perdem a cabeça e quase matam por causa de um orgasmo efémero (que pode ser atingido com quase qualquer um) que muitas vezes só as deixa mais sós que a própria solidão. Mas o puro prazer (não o prazer impuro, disfuncional e comportamentalmente desviado - e.g. o sadismo ou o masoquismo), ah...esse não é atingido com qualquer um e é mais que uma resposta física ao acto sexual, já que precisa de algo precioso como o amor, carinho e fusão total de dois seres.

    Para mim, o sexo é sempre sagrado e não deve ser feito levianamente (poderia aqui discutir as implicações espirituais do libertinismo e da promiscuidade, mas transformaria um simples comentário num artigo). Sexo é uma maravilha e foi a melhor coisa que Deus inventou lol ;).

    Beijoss e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se você não atinge o amor, brinca com o sexo. Mas daí Max, se isso for de acordo para as pessoas envolvidas e elas têm "intimidade" suficiente para testar seus limites ou prazeres? A intimidade no sexo é importante, pois no amor ela já está estabelecida. Essa leviandade ou promiscuidade que tira todo o significado do que é o sexo.
      Boa semana para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  10. As pessoas tem medo de um reencontro consigo e fogem para diversas coisas, o sexo é uma delas. Assim como ocupam-se com pessoas ao invés de construir relacionamentos com elas. Transferem a responsabilidade pelo equilibro da própria vida e, como o orgasmo, buscam incessantemente por repeti-lo muitas vezes, sem desfrutar os caminhos para alcançá-lo... já a intimidade, é um presente concedido apenas a quem realmente o deseja: encontra dentro de si, para reconhecer em alguém.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tony, o que vejo são pessoas vestindo personagens e isso não dura muito. Quando se tira a maquiagem, o personagem central vem à tona. Seu comentário vem de uma pessoa que está amando muiiiiiito! Danado!! (rs*) Beijus,

      Eliminar
  11. Èramos um caleidoscópio mais intenso, antes da enxurrada apelativa que banalizou medonhamente os fatos, os atos , levando-nos, na maioria das vezes, á uma cegueira interior alarmante.
    Acho urgente a iniciativa de convocação:Pensem,Redescubram,Aprofundem__ o ser humano.
    Só com esta prévia, já vi que o assunto vai dar conversa"pra mais de metro."
    Tamos aí em 15 de junho, Luma.
    Bjos,
    Calu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calu, as pessoas estão com pressa! Não se enamora antes de qualquer outra investida. Essa cegueira causada pela falta da troca de olhares e outros ares... caríssima, estou convocando, mas muitos não querem pensar! Estão engordando pois encontram tudo pronto! O pensar engordou e anda preguiçoso.
      Vamos ver, se eu sobreviver até lá! (rs*)
      Beijus,

      Eliminar
  12. Oi Luma!
    Entre amor sexo e intimidade pode ixistir uma tênue ou uma profunda diferença, depende de quem e do momento em que se está vivenciando. Hoje em dia cada vez mais se confunde tudo e vive-se momentos cada vez mais fugazes de um prazer vazio.A busca da intimidade com sedução e amor está cada vez mais rara.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui não estamos falando mal do sexo. Quem não gosta de sexo, bom sujeito não é! Cara, estou brincando com coisa séria... Muito ruim quando você quer defender alguma coisa e acham que você tem problemas, assim como ser "simpático". Almejamos a perfeição, o encontro de almas e se não formos atrás do que queremos, ninguém mais fará o "serviço". Portanto, se eu procuro por relações superficiais, será somente isso que irei encontrar. A maturidade faz o pensamento mudar. Espero! Beijus,

      Eliminar
  13. Seu blog é super, adorei passear por aqui.
    Esses selinhos aí do lado, muito legais.

    Abraços e ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem-vinda!!
      Ótimo que gostou!!
      Beijus,

      Eliminar
  14. Definitivamente, estou envelhecendo. Não consigo achar interessante a intimidade alheia, tanto quanto não aceito expor a minha.

    Somos muito mais animais do que supomos; a fala não representa nada, além de armadilhas auto-induzidas; guiamo-nos pelos cheiros, sensações, sentimentos - coisas inexplicáveis que não necessitam explicações.

    Sou um bicho. Manso, mas bicho.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Allan, também não sou adepta do voyeurismo :) Sim, alguns animais são bastante seletivos! Beijus,

      Eliminar
  15. Boa questão levantada, Luma!

    Eu fiquei pensando em algumas pessoas famosas que se expoem tanto e depois se queixam.

    Além da banalização do nucleo familiar, quando há promessas feitas em lagrimas de emoção, perante juizes ou relogiosamente, e se dissolve no primeiro ato!

    Eu não sei mais se encontrarei o amor, porque ninguem quer amar de verdade. ie, ter alguem ao seu lado. Contudo, vejo bundas demais em tudo que lugar, danças eroticas e caras feitas de botox.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer um que se isola, mesmo por vontade própria, depois de um tempo sente falta do contato humano. Quando a solidão se instala em uma pessoa famosa, as carências são resolvidas publicamente.
      As pessoas acabam influenciadas por essa exposição dos famosos e acabam por fazerem da vida um teatro. A vida não é uma novela e as pessoas precisam de senso crítico para não copiarem personagens.
      A mulher que deixa sua imagem ser explorada, na maioria das vezes vem de uma classe C. A pobreza em nosso país é a culpada de muita coisa.
      Beijus,

      Eliminar
  16. ah minha querida, você como sempre, me deu coisas para pensar uma semana sem parar... ai, ai, ai!

    ResponderEliminar
  17. Conte comigo. Texto pronto e programado. Big Beijos

    ResponderEliminar
  18. Beijos querida, ótima postagem.

    ResponderEliminar
  19. Nesse imediatismo que convivemos onde as tradições, os sentimentos são banalizados, o sexo vem antes do amor e não seria o contrario?
    Li seu comentário no blogue(adorei) e como sempre vc me faz parar para pensar. Como sua mãe(não saberia dizer se é inerente ao signo)valorizo as tradições e o familiar e sexo só com amor, sentimento, senão não tem graça! É sou das antigas e sabe que não me envergonho nem um pouco disso,rsrs
    Acredito no amor e em Deus, mas esse Deus é amor e mora em meu coração, não em um templo.
    Bjs Luma e confesso que volto para reler o texto,pois me faz refletir sobre vários aspectos(como sempre)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O sexo deveria ser consequência e não causa.
      Não pode se envergonhar! Temos que respeitar nossa essência, senão mutilaremos a nossa alma. Vejo gente fazendo o que não quer, seguindo modinhas e entrando em depressão. Eu e você não queremos isso. Como diz o ditado "Quem procura, acha".
      Obrigada pela visita e o comentário carinhoso! Você é sempre muito bem-vinda!! Beijus,

      Eliminar
  20. Meninaaaaaaaa! Que texto excelente, qq coisa que eu fale vou estregar esse momento onde várias vezes parei a leitura e fiz:
    - É mesmo... É mesmo...rs ;)
    Beijo, beijooooo
    She

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tudo bem, She! Então não fale :) Lindo final de semana para você!

      Eliminar
  21. Querida Luma,
    Um tema que de tabú(pelo menos aqui...) passou a banalização. O encanto do encantamento foi-se esfumando. Hoje já não existe mistério que não tenha que ser desvendado antes do tempo próprio. Tudo tem que ser feito e experimentador numa correria louca contra o tempo. A insatisfação humana é cada vez mais profundamente maaior na medida em que o Homem tenta superar-se perante as fragilidades que não aceita nem confia numa proteção divina. Assim só lhe resta aproveitar a vida. E Vida para estes resume-se ao instinto porque o amor necessita de horas e horas de partilha para ser saboreado.
    O teu posts querida amiga, não podia ser mais oportuno. E vou participar. Se não tiver tempo com um novo texto, escolherei um que se aproprie.
    Certo?
    Fica com a minha grande admiração e amizade
    num abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para desmistificar precisamos falar sobre esses assuntos tabus. Aqui também continua tabu, mesmo que aparentemente o brasileiro se mostre tão moderninho, mas a realidade é outra! Tenho por mim que as pessoas só compreendem aquilo que lhes convém e mesmo que eu diga que o sexo é melhor feito com amor, calham de achar que não entendo o que é o sexo feito de outra forma. Estou falando de algo bem mais sublime que o material toque ou mesmo esse amor mundano. Só compreende quem um dia teve a chance de amar de verdade e ser correspondido.
      Manu, seus comentários sempre me acrescentam algo mais. Adoro!!
      Beijus,

      Eliminar
  22. Para que tudo fique bem eles tem que estar sempre em harmonia...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  23. eu fiquei pensativa ao ler seus pensamentos.
    rs..
    amor, sexo, intimidade, prazer....
    acho que isso tudo é uma conquista, uma conquista que leva tempo pra acontecer.
    Hoje as pessoas são tão liberais em relação a estes assuntos, mas parecem mais sozinhas, perdidas, sem amor.
    É tão bom olhar para trás e perceber que se construiu uma história de amor e nela coube o sexo, a intimidade e o prazer....
    É gostoso isso.
    Ter essa experiência para lembrar.
    grande abraço Luma..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão é que ninguém mais tem tempo para conquistar. Atropelam etapas e depois reclamam da futilidade existente nos relacionamentos. Tudo anda superficial! Os beijus foram substituídos com "Você não está com fome" ou "o que tem para o almoço". As amantes estão engordando... haja visto que satisfazer o paladar é bem mais fácil.
      Bom fim de semana!! Beijus,

      Eliminar
  24. Infelizmente, o que mais se vê por aí é a banalização do sexo e do sentimento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que se vê, o que se sente... mas podemos mudar isso em nossas vidas! Beijus,

      Eliminar
  25. Bom dia, Luma!!!

    Cada BC, uma beleza de tema... vcs estão de parabéns!
    Estou simplesmente amando participar!
    E esse é um tema que é a minha cara: sempre questiono tudo, muito, ainda mais o amor e seus costumes, seus tabus.... mil ideias aqui!!!!

    Beijos e uma excelente semana pra vc!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Clara!
      Excelente fim de semana para você!!

      Eliminar
  26. Oi Luma, esse é um assunto bastante polêmico e controverso.
    Enquanto pra uns sexo é sinônimo de pecado pra outros é sinônimo de banalidade.
    Desde os primórdios dos tempo em algumas culturas o sexo é considerado sagrado, pois tudo que existe neste mundo foi criado por Deus, portanto ele não criaria nada que fosse errado.
    Ainda assim há abusos de toda ordem, onde muitos não conseguem encontrar seu equilíbrio.
    Muito legal teu texto, eu não participo de blogagens coletivas mas acho muito legal e gosto de ler o que escrevem.
    Beijos e ótima tarde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa, cada fase da vida damos ou enxergamos valores aquilo que nos apetece. Enquanto o sexo é descoberto, normal valorizá-lo. Até depois disso, se achamos combustível para tal. Assim como romantizar o amor, não é algo ingenuo a té que você o encontra realmente e passa a achar graça em tudo aquilo que antes pensava tolo. Quando amor e sexo caminham juntos, tanto melhor! Isso não quer dizer que um sem o outro não possa existir! Beijus,

      Eliminar
  27. Não dá para ler tudo assim palavra por palavra porque é muita baboseira junto, cansa.

    O amor é Deus. Relação entre homem e mulher começa com o eros (erótico) e as vezes, muitas vezes, geralmente, acaba em ódio...rs

    Abçs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que teve bastante paciência e eu também sou bastante paciente. Vixe!

      Eliminar
  28. Olá, amiga Luma!
    Realmente, hoje, quase tudo se torna mercantilismo.
    Creio que o prazer proporcionado por sentimento não tem preço nem se torna banal.
    O sexo já é comercializado desde os tempos bíblicos e a humanidade, nesta questão, involuiu sobremaneira.
    O homem confunde muito prazer com felicidade.
    O suplício alheio sempre aumenta a audiência de programas sensacionalistas.

    Seu texto contém grande sabedoria.

    Abraços do amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que está dentro da própria evolução do homem e o sexo se insere positivamente ou negativamente conforme o valor que damos a ele. Obrigada pela visita! Beijus,

      Eliminar
  29. Toda a nossa vida é feita de questões. Muito emborra aqui lhe chamemos interrogações.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Elvira, a gente tenta sanar todas as questões. Mas atrás de uma resolução sempre vem outra dúvida. A vida é mesmo esse "estica e puxa". Beijus,

      Eliminar
  30. Oi Luma querida bom dia, para mim sexo só com muito amor, tenho aminha familia e não quero escandalizar com atitudes que venham a chocar a eles e a mim tambem com desecantos, fiquei viúva bem jovem, passei 17 anos tranquila vivendo e sendo feliz só para a familia , ha dois anos conhecí o amor novamente , eu que pensava que o coração envelhecia, que nada, foi um amor tão grande, chegava a doer ,mais infelizmente a pessoa errada, eu que vivia sossegada passei a sofrer, e o pior calada, quando somos jovens tem as amigas que nos ouve e aconselha, mais ficou só para mim este amor impossivel,Um abraço querida. celina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto muito por você, Celina!! A gente sempre tem a esperança de estar vivendo o amor certo e esse é o grande defeito desse sentimento - Nem sempre ele obedece uma sincronia. Beijus,

      Eliminar
  31. É Luma

    Como seria bom se houvessem mais questionamentos e não se seguisse pela vida como autômatos. As forças que operam sobre os seres humanas são muitas, ser autosuficientes em suas escolhas está cada vez mais distante. A busca do prazer hoje vem no invólucro do consumo, ou seja desejos induziidos. Amor, sexo, intimidade temas quem são tratados há muito, porém hoje misturados e banalizados.
    Já estou com meus questionamentos agendados.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se as pessoas assim como os animais seguissem apenas os seus instintos, mas a influência consumista da mídia, fez do sexo um produto e as pessoas fantoches. Obrigada por participar mais uma vez! Beijus,

      Eliminar
  32. Olá Luma, boa tarde. Deliciei-me a ler isto. Adorei a parte da matéria prima da sobrevivência... desculpa, enganei-me, queria dizer da redenção. Este baboseiro agradece-te, parabéns e um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, garoto!! Li uma matéria muito boa sobre essa questão, pois existem pessoas que usam do sofrimento passado e o carregam por toda a vida como uma dádiva para justificar seu desânimo para viver. Pois é mais fácil ser uma pessoa infeliz do que procurar construir a felicidade! Um beijo babado, seu baboseiro!! (rs*)

      Eliminar
  33. Luma
    Eu gostaria de participar mas a internet aqui em casa'ainda nao foi instalada tenho que ir nos consultorios dentarios de minhas irmas mas nem sempre posso ir, por isso vou deixar para quando instalarem aqui em casa. eles estao enrolando.
    semana que vemm estarei em Bh e assim poderei escrever mais detalhes.
    Obrigada por tudo!
    com amizade e carinhod e monica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu entendi, minha florzinha! Sinto muito por você, querer blogar e não poder!! Paciência... beijus,

      Eliminar
  34. Luma,me coloque na lista dos participantes,ok? Adorei sua cronica sobre relacionamentos.Um assunto dificil de ser abordado,mas vc soube pegar os pontos principais desse assunto: a paixão, o desencanto, o prazer!Um excelente texto!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, senhora!! Já coloquei seu nome na lista!! Pelo que entendi agora com os comentários, a maioria já tem uma certa experiência quanto ao sexo e ao amor, sabendo bem o que desejam e o que lhes preenche. Outra conclusão foi a questão da faixa etária. Fácil descobrir a idade de certos comentaristas! :) Obrigada pelo elogio e carinho!! Beijus,

      Eliminar
  35. Obrigada por ter visitado o meu blog e pelos seu comentário. Também gostei muito de conhecer o seu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Helia! Fui no seu blogue retribuir um comentário que deixou no luz e fico feliz que tenha retornado ao meu bloguinho! Sinta-se bem-vinda!! Beijus,

      Eliminar
  36. Eu também preciso do envolvimento. Já pratiquei sexo casual e não em senti realizado. Gosto de conversar, conhecer, curtir e "me misturar". Sexo pelo sexo vira masturbação. Mas, concordo com o comentarista que disse sermos mais animais do que julgamos ser; isso é uma verdade que tentamos a todo custo abafar e é justamente isso que as vezes nos move na direção da simples busca pelo prazer, ao invés da construção de algo mais duradouro e sólido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arthurius, é um homem inteligente e pouca coisa não lhe basta! Também acho que sexo pelo sexo vira masturbação e por sermos animais, essa prática pode nos satisfazer, mas apenas temporariamente. Depois chega a exaustão por ficar automatizado. Já o sexo por amor, há toda uma descoberta e compartilhamento. A exaustão não chega e o contato mais íntimo é sempre esperado com ansiedade. Bom fim de semana! Beijus,

      Eliminar
  37. Querida Luma,
    Viu ? vim visitar você !
    Gostei imenso do seu artigo ! Eu posso dizer que fui amada (e ainda sou amada) pelos meus pais, familiares, marido, filhos e amigos.
    E você faz parte deles. Agradaram-me muitas as suas palavras.
    Não fechei o meu blog, só deixei de blogar...por enquanto...ninguém sabe se vou retomar...nem eu !
    Muitos beijinhos

    Verdinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caríssima!! Como é bom receber sua visita!! Sabe que é sempre bem-vinda! O amor que nasce espontaneamente, se multiplica e não escraviza! Ah, meu coração se alegra de estar no rol das pessoas queridas por você! Espero que retorne com o blogue!! Beijus,

      Eliminar
  38. Oi Luma.Seus textos como sempre imperdiveis e agradeço sempre a forças maiores por ter encontrado o seu blog e simpatizei com voce pela sua opiniao forte mas ao mesmo tempo escrita de jeito doce.Bem,infelizmente nao somos assim :/

    Bem,acho isso na verdade complicado e como bem falou uma pessoa acima,o homem é mais animal do que pensa e por mais que tente negar isso,isso aparece e dai fica o sexo pelo sexo.Mas aqui cabe uma coisa que chama-se responsabilidade e livre arbitrio que deveriam ser muito pensadas nessa hora de "tudo podemos" e a tal coerencia.Isso tudo tem a ver com o que voce escreveu.

    Acredito que culturalmente a geraçao de 60,70 foi a geraçao que mais conseguiu o equilibrio entre amor e sexo,respeito.Se antes disso o sexo com prazer era proibido a mulher por exemplo,hoje o que é?Faz tudo o que cara quer sem ser cortejada,é vulgarizada e acha bonito.Sempre disse que a mulher que da o limite e controla o parceiro,mas hoje elas parecem mais descontroladas que o cara e na boa,ninguem valoriza gente assim.O homem sempre foi o cara sem limites,mas hoje nessa inversao de papeis a baixaria e vulgaridade que muitos dizem ser otimo so cresceu mais enquantos as pessoas infelizes tambem mas finge ser moda essa liberdade frustrada.

    Hoje,andei vendo uns videos no you tube sobre o nojento funk carioca,dois dias atras vi sobre a tal BBB cujo namorado canalha postou videos e fotos.Mulheres vulgares que gostam de ser vulgares pra "provar" e serem diferentes.O cara como sempre,atras de um buraco para penetrar.So que antes eles ralava pra achar uma garota,hoje com as mulheres masculinizadas,ele acha varias mas elas continuam depois infelizes.E ele tambem.Posso levar isso para a Italia,EUA,etc.Nojento.Na verdade vejo uma falta de coerencia:falo tanto de sexo com intimidade,quero carinho mas durmo com a primeira/o que aparece no facebook.Impossivel voce ter isso se voce nem conhece a pessoa direito.E o pior,as vezes por querermos provar que podemos fazer tudo,fazemos besteira,depois choramos mas queremos o respeito.E amor e carinho etc mas agimos sempre contra isso.

    Eu sinceramento ando tao enojado desse tipo de gente que muito encontro aqui na Italia,inclusive leitoras do blog que fazem besteira depois pagam de vitimas e colocam a culpa no sistema sendo que sao elas que dao o limite.Falam de força,poder,sao avisadas mas depois dizem que nao sabem,viram crianças e querem colo e chamego por terem feito o que esperam delas(vistas como as brasileiras faceis e que reforçam o turismo sexual) .Gente que diz:respeite-me pelo meu cerebro,quero intimidade,amizade,carinho e tal mas dorme com o primeiro cara para "provar ou pegar",é ofendida e depois chora pelos cantos.Eu e minha esposa que falamos,indicamos,somos ofendidos e depois ainda temos que compreender quem é forte so em fingir.Na hora da responsabilidade,a covardia aparece.

    Eu sinceramente acho que sera cada vez pior.Daqui a pouco as pessoas terao mais tecnologia mas serao cada vez mais vazias e animalescas.

    O romantismo acabou e ao meu ver,o feminismo ajudou muito nisso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro, parece que existe uma nuvem a tapar os olhos das pessoas e elas não enxergam o quanto estão sendo manipuladas. Não precisa ser inocente para tal, pois pessoas "espertas" se deixam usar principalmente quando encontram pessoas mais espertas do que elas. Mas a vida é assim mesmo, existem dois cães esfomeados dentro de nós, um brigando com o outro. Enquanto o bom quer fazer o certo, o outro cão puxa pelo caminho do mais fácil, numa espécie de irresponsabilidade pela própria vida. Obrigada pelo comentário, adorei!! Beijus,

      Eliminar
  39. Seu texto me tocou em cheio, até mesmo por concordar e também por ter passado por uma situação recente que me fez pensar.
    O amor acabou, e o romantismo também, concordo com o comentário acima, o feminismo ajudou muito. E você tem intimidade com a pessoa, e tudo mais e depois é simplesmente largada ao chão, sem uma conversa ao menos. Lamentável! a gente fica até sem esperança com o ser humano.

    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto muito pela experiência insatisfatória. Mas lembre-se que nem sempre a culpa é de nossas fraquezas, pois também existem pessoas que não nos servem. Como dizia a minha mãe, ainda bem que acabou logo e não ocupou vaga por muito tempo. A vida de tão breve não deve ser gasta com quem não merece o nosso tempo. Não pode perder as esperanças, pois nem todo mundo é igual. Beijus,

      Eliminar
  40. Eiiii Luma!
    Adoro receber sua visita e ganhar suas palavras. Sua reflexão me lembrou a música de Rita Lee que "resume" bem as diferenças entre amor e sexo..."O amor nos torna
    Patéticos
    Sexo é uma selva
    De epiléticos..."
    Beijuuss n.a.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo carinho, Regina!!
      Muito bem lembrada a música!! :=)) Caríssima, que mente brilhante a sua!! Beijus,

      Eliminar
  41. Adorei o post! Realmente sexo não se confunde com amor! Amor é algo bem mais sublime! Sexo é mais animalesco. Só que amor não sobrevive sem sexo... Casais que realmente se amam precisam do sexo para deixar o amor renovado!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Casais vivem várias fases em que o sexo cumpre o seu papel. Em ciclos por assim dizer e quando na maré baixa, o amor ocupa todo o tempo ocioso do sexo. Penso assim quando lembro do meu avô com seus 93 anos amando e adorando a minha vó com seus 86 anos. Eles não tinham mais energia para o sexo, mas seus olhinhos brilhavam quando se cruzavam. Beijus,

      Eliminar
  42. Hola amiga!
    Amor e sexo
    sexo e amor
    dois pesos, duas medidas.

    Um e outro complementam-se
    um sem o outro não sobrevive
    Desejo os dois na mesma medida
    intenso, provocante, "animalesco"?

    Como podemos adjetivar o sexo de animalesco?
    Animais fazem sexo por instinto de sobrevivência, nós, por instinto de sobrevivência,
    com um diferencial: sentimos prazer, sentimos necessidade, sentimos desejo.

    Não desvinculo amor do sexo,
    o que significa que sem amor
    há sexo,
    sexo, como o amor é troca de energia.

    Não desvinculo sexo do amor
    entregar-se é um ato de amor.
    Já vivi romantismo em ano idos
    minha maturidade metamorfoseou tal romantismo
    hoje vivo o meu “sexualismo”.
    Só agora compreendo a beleza, simetria, cumplicidade, entrega, desejo, prazer. Aprendi a ser fêmea.

    Amo meu amor
    e amo sobretudo,
    fazer amor com ele.
    Isto é sexo: FAZER AMOR!

    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara, não vou entrar no mérito da sua intimidade, mas espero que esteja pensando a mesma coisa quando tiver seus 80 anos e tiver fazendo amor por telepatia. Beijus,

      Eliminar
  43. Luma querida, que post maravilhoso! Muitas vezes, é preciso perder para encontrar. Mas o caminho do amor é um só, seja para quem for, e quem o experimenta de verdade, nunca mais quer sair dele.
    Jamais.
    Você é maravilhosa, Luma!
    Bjosssssssssssssss
    Vero

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você pode "amar" alguém e achar que é para toda a vida, até que um dia o verdadeiro amor te dá uma rasteira. Todos os conceitos mudam e quem nunca viveu esse sentimento, jamais entenderá seu entorpecimento! Beijus,

      Eliminar
  44. Luma, estou dentro da próxima fase da B. Coletiva. É o mínimo, já que não participei das duas primeiras. Já tinha vindo aqui antes, mas comentar do tablet é terrível... Então liguei aqui e beleza, vim confirmar minha participação no sistema de comentários.

    Bj,

    Michelle

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Mi!! Já adicionei seu nome na lista! Beijus,

      Eliminar
  45. Luma, adoro seus textos. Eu sou uma apaixonada incondicional. Faço tudo norteada pelo amor. Algumas vezes até me arrependi, mas na maioria das vezes não.
    Beijos gigantes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Bianca!!
      Pelo menos você tem muita história para contar! (rs*)
      Boa semana!!
      Beijus,

      Eliminar
  46. Oi Luma,adorei o texto e acredito que hoje em dia as pessoas andam confundindo muitas coisas sabe,confundem o amor com a paixão e quando se decepcionam não mais acreditam no amor.
    Fazem do sexo algo fundamental,como se um relacionamento não tivesse outros momentos além do sexo,enfim,são muitas as coisas que as pessoas falam e nem sequer acreditam nelas realmente.
    uma ótima semana,abraço,=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe uma certa infantilidade e até mesmo quem compreende, precisou um dia passar por todo esse processo. Daí é ter que bater a cara na parede muitas vezes até encarar o real.
      Uma ótima semana para você também!!
      Beijus,

      Eliminar
  47. Oi, Luma!

    Eu gostei muito de ler este texto e através dele fiquei pensando exatamente naquelas pessoas ( dificilmente mulheres falam em público sobre isso ) que fazem sexo com seus maridos apenas por obrigação. Entre algumas colegas de trabalho algumas comentam que não sentem vontade de fazer nada e o fazem por obrigação e pensei exatamente nisso. Na prostituição dentro do próprio casamento. E ainda fiquei pensando ( já que sexo também é vida ) se essas pessoas não estão morrendo aos poucos em todas as vezes que "se deixam fazer" pelos maridos por não estarem prontas ou não sentirem vontade. Por isso acho esse tema bem profundo e te garanto que se você fizesse um texto do tipo: "em busca da libido perdida" ( eu não tenho coragem de escrever sobre isso ) ia ter muita mulher por aqui procurando compreender o porque de não conseguirem ânimo para o ato.

    Beijos, querida! Não sei se participarei da próxima blogagem coletiva pois é até um vergonha que eu não tenha conseguido ainda visitar nem aos que me visitaram na blogagem sobre Esperança.

    Boa sexta! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei o assunto proposto, até porque também conheço muita mulher que perdeu a libido e sai como onça para a rua. Como diz o ditado, qme vê cara, não vê coração. Tudo que envolve sexo, a metade é propaganda!! Homens também não sentem essa libido toda que propagam e em uma certa idade, com a baixa hormonal, ficaria tudo estabilizado se não tivessem inventado o "viagra" - o destruidor de lares!! hahahaha cruel!!
      Iza, teria muita coisa que comentar sobre esse assunto, pois quando postei no fb falando que homem também finge orgasmo, foi um bafafá danado!! Eles fingem e fingem muito!!
      Pauta anotada! :) Obrigada!! Beijus,

      Eliminar

Tenha identidade, não seja anônimo na web. Crie sua identidade virtual

Aqui desde 26 de Janeiro de 2005

Algumas coisas não têm preço.


Affichez votre soutien

Obrigada pela presença

Arquivo do blogue

Leve meu banner com você...


...bisbilhotaram em quietude, sem solidão

Copyright  © 2010 Luz de Luma, yes party! Todos os direitos reservados. Imagens de modelo por Luma Rosa. Publicações licenciadas por Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 2.5 Brasil License. Cópia somente com autorização.

Tem sempre alguém que não cita a fonte... fingindo ter aquilo que não é seu.

Leia mais para produzir mais!

Atenção com o que levar daqui. Preserve os direitos autorais do editor